Persona para Médico O que é e como criar para a sua Clínica

Persona para Médico: O que é e como criar para a sua Clínica

Persona para Médico O que é e como criar para a sua Clínica. Se você já ouviu falar em Marketing de Conteúdo ou Inbound Marketing, com certeza já deve ter ouvido a expressão “persona” se não, tenha calma que iremos explicar tudo. Desde o que é? Para que serve? Como cria? Acredito que neste exato momento você deve estar pensando que eu estou falando sobre público alvo, mas você está enganado. Sei que você deve estar confuso (a), mas não se preocupe neste artigo vamos sanar todas as suas dúvidas. 

Persona, nada mais é do que um personagem, uma pessoa semi- fictícia, que é criada para te orientar em determinada ação do seu negócio, ou seja, é ela quem te faz entender melhor quem é seu cliente ideal. Lembramos que toda criação de persona é baseada em pesquisas e análises de dados reais do seu público atual.

Mas, qual a principal função dessa tal persona? Com a criação da persona é possível você direcionar seu conteúdo como posts nas redes sociais, artigos de blogs e até conteúdos como ebooks, infográficos de forma correta para acompanhar a sua estratégia de marketing.

Você deve estar se perguntando, então a persona é apenas outro nome para público alvo, certo? Mas não confunda, pois são duas coisas totalmente diferentes, veja abaixo as diferenças entre elas.

Quando procuramos algumas definições e informações referente aos nossos potenciais pacientes, acabamos tendo a percepção que a persona e público alvo são a mesma coisa. Mas, a diferenças estão em que as personas são identificadas dentro de um público alvo delimitado, ou seja, as personas são como um “zoom” do público no qual podemos ter acesso a mais detalhes e informações sobre o mesmo.

Público alvo e persona possuem duas diferenças básicas que tornam mais fácil a identificação na hora da criação, no público alvo as informações demográficas e socioeconômicas são mais amplas, já na persona essas informações são mais especificas e pessoais.

Para que a persona se torne seu potencial paciente, você precisa coletar dados sobre seus pacientes atuais ou potenciais. Por isso, na criação da persona não pode ter “achismo”. Para localizar os detalhes da sua persona é preciso fazer várias perguntas e estar atento as respostas.

Na construção da persona, é preciso colher informações sobre o comportamento e hábitos de alguém que seria seu potencial paciente, como cargo, área de atuação ou salários.

Dados como localização ou classe econômica, também são essenciais para identificar as características dos seus consumidores. E para localizar esses dados, usamos ferramentas como o Google Analytics e entrevistas.

Observamos durante o artigo os tipos de informações que precisamos para criarmos a persona, mas existem alguns dados que precisamos dar atenção. Para te auxiliar, selecionamos algumas perguntas sobre várias áreas da vida da sua persona ideal que irá ajudar a criar a identidade.

Persona para Médico O que é e como criar para a sua Clínica

  • Qual o grau de instrução?
  • Como você chegou na sua posição profissional de hoje?
  • Quais os seus objetivos?
  • Como você pretende atingi-los?
  • Qual o segmento do seu negócio?
  • O que você faz no trabalho?
  • Qual a frequência que você interage com as redes sociais?
  • Onde você busca informações? (Jornais, revistas, sites ou blogs)

Assim que tivermos todas as informações coletadas, vamos estruturar e montar a persona de modo que fique clara cada informação. Esse documento é importante, pois pode ser utilizado por várias pessoas na sua clínica. Então, descreva como se estivesse conversando sobre alguém que você conhece.

Lembrando que você precisa ficar atento se a persona é B2B ou B2C, pois existem diferenças na criação do perfil, por exemplo:

B2B (Business to Business = De empresa para empresa): Perguntas como: O que leva uma empresa a decidir sobre uma compra? Quais os fatores decisivos para decidir sobre a compra de um produto/serviço de uma marca para outra?

B2C (Business to Consumer = De empresa para cliente final): São feitas as mesmas perguntas, mas a diferença é que na persona B2C você vai precisar entender mais sobre os processos internos do negócio. Por exemplo: Por que seu paciente ideal deve comprar o produto/serviço da sua clínica ao invés do concorrente? Seu preço é acessível para seu pacinte ideal? Qual o fator decisivo para ele decidir a compra?

A criação da persona é de extrema importância na estratégia de marketing, ela permite que seja criado um conteúdo mais especifico que converse diretamente com seu cliente ideal. Lembramos também que a persona é fundamental para o time de vendas, pois ela cria um processo natural de contato com a marca, produto ou serviço o que ajuda a diminuir as barreiras do relacionamento tornando o contato mais duradouro. Por isso, deve- se ter atenção e evitar alguns erros básicos. Conheça os erros comuns que precisam ser evitados na hora da criação da persona

  • Muitas personas para o mesmo negócio/ segmento: Ter uma quantidade grande de personas pode acabar te atrapalhando e desviando sua atenção de quem realmente deve ser informado. O ideal é criar no máximo de 2 a 3 personas para o seu negócio.
  • Não trabalhar o funil de vendas para clínica: A persona deve seguir o funil de vendas, por isso é importante entender como ela se comporta em cada etapa do processo de marketing.
  • Se basear em achismo ou opiniões pessoais: Faça várias perguntas e muita pesquisa, assim ficará mais fácil de entender qual o verdadeiro perfil do seu cliente ideal.

Agora que você já sabe o que é a persona da clínica e a diferença entre público alvo e persona, ficará muito mais fácil você atingir o que deseja.

E aí gostou? Sua persona está realmente direcionada para sua clínica?

Se não, entre em contato. Clique Aqui

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer fazer parte da conversa?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *